Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amigas em cima do acontecimento

Amigas em cima do acontecimento

Estado de Espírito!

 

estado de espirito.PNG

O que sinto neste momento? 

Sinto muitas coisas... Coisas essas que só tu consegues provocar!

Cada dia que passa se torna mais dificil lidar com a distância, com o não te poder abraçar, tocar, sentir... Sinto uma vontade enorme de estar contigo e todos os dias me vem ao pensamento " Quando te vou ter?", todos os dias me surge uma vontade de estar abraçada a ti!

Neste momento dou por mim a pensar "Porque discutimos?", "Porque muitas vezes virámos costas um ao outro?", "Porque implico com ele?"

Perguntas essas que não acho resposta, porque olho para trás e penso que são sempre coisas sem nexo, quando o que eu quero é estar "cola" com ele. 

É das pessoas mais especiais que conheci e não quero perder, mas todos os dias dúvidas, medos, inseguranças persistem...

Que dúvidas ? Que medos? Que inseguranças?

Medo de que surja alguém perto dele

Medo de não estar à altura dele (e isso fisicamente não estou certamente que com ele só de saltos ahahahahaha)

Medo de que frente a frente tudo mude

Medo de que ele desista ou deixe de sentir o mesmo 

Medos e inseguranças comigo própria

Medo de nunca vir a estar com ele

Tanta coisa, mas no meio disto tudo com uma certeza... certeza essa de que o quero como um presente e um futuro!!

 

Outros pensamentos que vão na minha cabeça passam por "Dar espaço ou não?" "O que será melhor?"

Por um lado não quero!!! É das pessoas mais importantes para mim!! Riu, Choro, sou criança, sou adulta sou EU própria!

Por outro, se isso ajudar a voltar a normalidade das coisas, ajudar na reconstrução dos estragos, se é assim tão importante e for benéfico, porque não...

Ás vezes, mesmo reconhecendo os nossos erros, caímos num outro erro de apontar sempre algo como o motor de arranque da situação!

Pois, às vezes é mais fácil olhar e ver os fatores externos, então e os internos? As nossas ações ficam onde? Não é só reconhecer o erro em si, mas também reconhecer todo o percurso até ao erro. 

Errar toda a gente erra, ninguém é infalivel, todos somos humanos, não existem perfeições! Agora quando há erros de grandes dimensões, é preciso calma, paciência e ser-se razoável, porque não podemos esperar facilidades quando magoámos alguém! É nessas alturas de dificuldades que provámos o verdadeiro significado da palavra AMOR!!! Quem diz um AMO-TE de boca cheia tem de ter essa mesma boca cheia para quando levar uma patada pensar "Foi merecida", levantar e pensar "Lets go, try again".

Quando temos um foco, quando queremos (re) conquistar devemos centrar-nos nisso, no sentido de fazer por nós próprios, fazermos aquilo que nos faz sentir bem e não fazer para ser-se melhor num espírito de competição!! Sentimentos são sentimentos, é um conceito abstrato, ou seja, não se vê mas sente-se com intensidade, não é nenhum objeto de disputa, mas sim de conquista!!! Confiança é a base de tudo, sabemos o que somos, o que fazemos, só temos de dar motivos para verem as coisas como elas são junto de quem realmente nos importa!!

 

By: Filipa. 

 

Desistir ou não desistir eis a questão!
Aqui a dúvida não é se amo ou não aquela pessoa, porque eu tenho essa resposta, eu SEI a resposta!! Tenho é receio de a dizer em voz alta para mim própria! Aqui a questão é se desisto ou não desisto? Ou melhor se peço que desista ou que lute, pelo que ja foi um passado já não é presente e seria um futuro!

Se eu pensava que era amor verdadeiro?

Sim pensava!! Mas hoje vejo que amor verdadeiro não é aquele que se parece mais forte, mas sim aquele com mais disposição para mudar e fazer as coisas acontecer! Amor verdadeiro é aquele que fica mais forte e resistente quando quebra e não aquele em que tudo parece feliz e apaixonado! Eu penso que tive um amor verdadeiro quebrou algumas vezes e tivemos força de vontade o suficiente para colar os cacos. Será que hoje penso da mesma forma? Será que hoje sou capaz de perdoar? Pois nao sei! Se queria? sim queria! Se devia? Não sei! Será que desta vez vai ser diferente? Talvez! Será que me vou arrepender se perdoar? Então e não me arrependeria se não perdoasse? Como teria a certeza se não era desta? Tanta, tanta pergunta, respostas tenho muitas mas será que são as respostas acertadas? Ou serão respostas para me enganar mais uma vez a mim própria? Sentia-me vazia quando nao estavas e agora sinto o mesmo e estás aqui e ao mesmo tempo com vontade de te ter! Isso é o que? Ajuda-me a perceber-te! Porque sempre o consegui fazer e neste momento não estou a conseguir, será por teres sido a pessoa em quem eu mais confiava? A pessoa por quem eu dava a vida? A pessoa que eu amava incondicionalmente e que de repente essa pessoa tornou-se o oposto disto? Será que me está a custar mais por teres sido tu a desiludir-me? 

Hoje em dia é dificil encontrar a pessoa que aceite dividir tristezas e desilusões, que nos aceite com os nossos piores defeitos, que aceite ceder, partilhar, que aceite o nosso mau feitio e ambos aceitamo-nos um ao outro, não pelas nossas qualidades mas sim pelos nossos defeitos e feitios opostos! Estamos num século em que as pessoas e sobretudo o amor é descartado, encontramos gente nas esquinas para uma curte mas não a pessoa certa para amar! E eu a ti encontrei-te, que sempre estiveste aqui para mim, aguentaste as minhas birras, amavas cada imperfeição minha porque dizias que cada imperfeição minha era uma perfeição para ti! E agora onde estás tu? Onde estás tu suposto amor da minha vida? Onde está esse amor que me sussurrava ao ouvido para me acordar? Esse amor que me beijava os ouvidos?  Esse amor que me fazia cócegas até eu não aguentar mais? Esse amor que me compreendia, que estava lá para mim? Esse amor que me fazia sorrir, que cantava pimbalhada comigo mesmo odiando o género musical? Onde está esse amor que cuidava de mim que me chamava de pequenina? Onde está esse amor que me surpreendia? Onde está esse amor que saia à rua e gritava que me amava? Onde esta esse amor que me dizia "eu nao te amo eu venero-te"?  Onde está esse amor que eu amava incondicionalmente! Só gostava de me cruzar contigo novamente e desejar que ficasses! Gostava de voltar a ser eu e só posso voltar a ser eu quando apareceres de verdade e me deres certezas para voltar a ser eu!

Sonhos tinha muitos e tu realizaste-me os sonhos todos, como andar de avião e a minha primeira viagem de avião foi contigo! Como conhecer um simples destino na Europa que para muita gente é insignificante e para mim não era e sabias disso e lá me levas-te tu a Itália :) De tantos países que visitámos Itália foi e será sempre a viagem da minha vida e sabes disso! Entre muitos outros que não vou referir aqui!

Contigo não cresci porque tu não fazias questão que crescesse, eu também não fazia grande questão de deixar de ser a tua pequenina, mas aprendi e aprendi muita coisa mais que não seja a ficar mais culta ahahahaha! Uma coisa que nunca te confidenciei à uns dias perguntaste-me porque estava com uma recordaçao da nossa viagem à Alemanha e eu respondi-te "foi a viagem que mais gostei" tu achas-te estranho porque eu reclamei do destino, reclamei os dias todos mas por orgulho por teres sido tu a escolher ;) foram os melhores dias dos últimos tempos e um momento que me vai ficar na memória dessa viagem foi em Baden na Floresta Negra nas espreguiçadeiras em frente ao sol, se me perguntas porquê? Não te sei responder mas é o momento mais In da nossa viagem! Eu podia estar aqui alongar-me alongar-me... mas como é que eu contava 8 anos de amor aqui? Não os vou contar! Senti-os e isso chega-me mas vou resumir estes 8 anos numa palavra (estupendos). Nunca te irei esquecer, nunca!! Por tudo o que foste e agora com o teu jeito de remediar as coisas continuas a ser comigo, mas fico triste porque podias ter sido tudo para mim e tornaste-te num nada, numa desilusao!

By: Monika. 

publicado às 00:10

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D